>>> Início - Cuidados - Cobras

 

Cobras

Animal estigmatizado por inúmeras crendices, na verdade a cobra é uma injustiçada na natureza. Pelo menos, em 40 anos de idas e vindas pelo sertão, do Amazonas ao sul do país, jamais ouvi dizer de uma serpente venenosa que atacasse o ser humano. A quase totalidade dos acidentes com ofídios se dá em um ato de autodefesa, e não de ataque.

De hábito rasteiro, e as vezes lenta, as serpentes venenosas terminam por se tornar um risco, porque, não tendo como fugir ou sendo surpreendida, está muito próxima ao calcanhar da vítima e sua defesa é, obviamente, o bote. Contudo, o número de acidentes com ofídios tem sido muito pequeno, insignificante mesmo, no Araguaia.

A região do Araguaia tem matas, campos e pedreiras e... serpentes. Andar sempre com os pés protegidos por calçado adequado - botas, de preferência - é uma garantia de redução do risco de ser picado. Se possível, ter à mão soro antiofídico, pelo menos genérico. Em caso de acidente, manter a vítima em repouso e lavar o local com água em abundância. Buscar socorro médico imediatamente. Se for possível identificar o ofídio, tanto melhor.

Na opinião do biólogo Carlos Eduardo (por e-mail), não devem ser feitos nem o torniquete, nem a sucção, por oferecerem risco para a vítima, no primeiro caso, e para o agente, na segunda hipótese. A recomendação adequada seria o repouso, mantendo a parte ofendida em posição elevada e urgente aplicação do soro.